Destaque AMAPÔ – SPFW

A marca brasileira AMAPÔ desfilou no São Paulo Fashion Week uma coleção colorida, cheia de  formatos inusitados em homenagem à cultura cearense. As estilistas Carolina Gold e Pitty Taliani assinam a coleção que brincou com proporções e estampas e que utilizou os acessórios perfeitamente, principalmente os óculos.

Feitos a partir do que parecem ser placas de acrílico cortadas à laser, os óculos tem design sofisticado, que lembram os cortes de couro que fazem os detalhes do artesanato brasileiro.

Amapo – SPFW N48
Inverno 2020
Foto: Zé Takahashi/ FOTOSITE

O styling do desfile foi impecável, começando pela escolha desse modelo “estrela” junto com a modelo de cabelo afro. Os ângulos retos e gráficos contrastam em harmonia com o cabelo afro redondo.

Amapo – SPFW N48
Inverno 2020
Foto: Zé Takahashi/ FOTOSITE

O modelo aparece novamente, dessa vez com a cor amarela!

Amapo – SPFW N48
Inverno 2020
Foto: Zé Takahashi/ FOTOSITE

Nessa imagem dá pra perceber direitinho a influência do artesanato de couro, ilustrado nas pochetes, no desenho dos óculos do desfile. Nessa versão em azul claro, compôe o look com muito estilo.

Amapo – SPFW N48
Inverno 2020
Foto: Zé Takahashi/ FOTOSITE

Aqui ele novamente na cor amarela.

Amapo – SPFW N48
Inverno 2020
Foto: Zé Takahashi/ FOTOSITE

O último formato diferente desfilado foi esse, que é um hibrido de máscara e óculos. Essa cor vermelha brilhante apareceu bastante nos últimos desfiles e gera um impacto muito forte, acho que veremos bastante óculos dessa cor no verão. Repare novamente como os formatos da camiseta e dos óculos seguem a mesma estética.

Adoramos mostrar os grandes talentos do design brasileiro por aqui, e ficamos felizes de ver a criatividade que nosso país tem para mostrar. Eles podem não ser os óculos mais práticos, mas que têm alto impacto visual, isso é inegável!

Saúde: A Poluição e a Visão

Não é novidade que a poluição afeta nossa saúde: o sub produto da queima de combustíveis, que operam a grande maioria dos veículos no mundo, já está vinculado com uma maior chance de se desenvolver câncer de pulmão, infecções respiratórias, doenças coronáreas e derrames. Uma nova pesquisa indica que há mais uma área que a poluição pode afetar negativamente: nossos olhos.

O Dr. Suh-Hang Hank Juo, do centro de miopia e doenças da visão da China Medical University em Taiwan, e sua equipe documentaram pela primeira vez, com uma amostra grande, que a exposição à dois poluentes comuns do ar, dióxido de nitrogênio (NO2) e Monóxido de Carbono (CO), está associada à um risco maior de desenvolver a ‘degeneração macular relacionada à idade’, em que as celulas prejudicadas na retina levam à uma visão central borrada e, em alguns casos, a perda da visão em um ou nos dois olhos.

No estudo, que foi publicado no BMJ Journal of Investigative Medicine, os pesquisadores analizaram a qualidade do ar e dados de convênios médicos de quase 40 mil pessoas acima de 50 anos e que viveram nas áreas urbanas de Taiwan. Eles dividiram essas pessoas em 4 categorias de exposição à poluentes, e descobriram que àqueles que viviam nas áreas com as maiores concentrações de NO2 e CO, tinham maior incidência de degeneração macular relacionada à idade.

Àqueles que foram expostos a níveis elevados de NO2 foram 200% mais prováveis de desenvolver a doença; Já àqueles expostos à altas concentrações de CO, tiveram um aumento de 84%, comparados com àqueles que foram expostos à níveis baixos de poluentes. Os que tiveram uma exposição mediana aos dois poluentes não mostraram um risco significantemente alterado.

 

Esse é o primeiro estudo com evidência o suficiente para sugerir que a poluição do ar pode de fato afetar a saúde dos olhos. O Dr. Suh-Hang Hank Juo decidiu focar o estudo na degeneração macular pois ele sabia que a mácula, a parte do olho afetada, é nutrida por um rico fornecimento de sangue e já se sabe que o sangue carrega NO2 e CO para a corrente sanguínea.

Futuramente ele planeja refinar o estudo incluíndo avaliações individuais de pessoas com exposição de poluentes, esperando confirmar seus achados com um grupo maior de pessoas. Quem deseja se proteger, não vai adiantar usar óculos protetores, isso por que os poluentes não estão entrando no sistema pelo olho, mas, provavelmente, atravez da respiração. A melhor forma de reduzir o risco é evitar de circular em áreas com grande trânsito, principalmente em horário de pico.

Fonte: time.com/5657617/air-pollution-eye-disease/

 

 

O Óculos Tartaruga

Um dos acabamentos mais bonitos entre as armações de óculos é o tartaruga. Caracterizado por uma cor de base escura, geralmente marrom escuro ou preto, com tons mais claros mesclados que permitem a luz atravessar, criando um efeito único. Mas porquê do nome “tartaruga”? Bem, as tartarugas, mais especificamente seus cascos, foram um material muito cobiçado através da história:

Já se tem registros de que na grécia antiga era comum utilizar o casco de tartarugas como a base de instrumentos como a Lira (foto acima). Na roma antiga o material era utilizado, entre a nobresa, para pequenos acabamentos em móveis. O marceneiro real do rei francês Luiz XIV desenvolveu a técnica de marchetaria utilizando o casco de tartaruga como base, decorado com metais preciosos e pedras para um acabamento mais ornado. Caixas de música, porta jóias, pentes e óculos também passaram a ser produzidos com o material.

Os primeiros óculos desenvolvidos na história eram feitos de madeira, chifres de animais e ossos, dependendo da disponibilidade do material na região específica e da tecnologia disponível. Quando chegamos no final dos anos 1700, começou-se a montar óculos com armações de metais como alumínio, ferro, prata, bronze, aço e até de metais preciosos como ouro. No começo do século XX, nos anos 20, o óculos de casco da tartaruga viraram um item de luxo muito cobiçado. Eles foram produzidos e vendidos até a década de 70, quando a população da espécie de tartarugas utilizada na extração do material começou a entrar em extinção. A prática foi proibida mundialmente e até hoje não é permitido a utilização desse material. Ainda bem para as tartaruguinhas, né?

Acabamento tartaruga feito em Acetato

Por sorte, a tecnologia de mateirais sintéticos estava no seu auge, e foram rapidamente desenvolvidos materiais como o acetato, plastico e zylo que conseguem imitar o lindo efeito do tartaruga, e sem machucar nenhum animal. Ao olho nú é impossível diferenciar o tartatuga genuíno do sintético. O benefício maior do tartaruga de acetato, além de ser ecológico, é que ele permite uma infinita combinação de cores. Do rosinha, ao multicolorido, o tartaruga agora ganha muito mais possibilidades para a criação.

Tartaruga em acetato, com rosa nude mesclado

Gucci: Primavera/Verão 2020 – Milão

A italiana Gucci dispensa introduções, e nessa temporada de moda em Milão apresentou muita cor, diversidade de texturas e acabamentos, além dos óculos, que foram peça central na escolha dos acessórios de muitos looks. Vamos conferir o que rolou por lá?

Olho de Inseto

O modelo olho de inseto é esse redondo de tamanho extra grande, que foram muito populares no começo dos anos 2000. Ele é bem diferentão e não é para qualquer pessoa, tem que ter muita personalidade para saber usar. Detalhe para a corrente, que é do mesmo tamanho de uma corrente encontrada em portões, que dá muita irreverência para o look.

Hexagonal

Já tínhamos cantado a bola do modelo de óculos hexagonal estar com tudo e ele aparece no desfile da Gucci com um tamanho extra-grande, com algumas variações de cores. Repare que como a cor pode transformar uma armação, compare o último modelo com os três primeiros. Se você gosta da estética da era de ouro da disco, ele é o teu par!

O pequeno

Ele tem um tamanho médio, mas perto do resto da coleção, esse próximo modelo é o pequenininho da turma. Mais discreto, ele ganha seu charme com as lentes espelhadas em prata.

O Basicão

O próximo modelo é bem tradicional, com as hastes em metal e com a parte inferior da lente em nylon, deixando o óculos bem leve de peso e estéticamente. Ele é um verdadeiro camaleão, combinando com qualquer visual, podendo ficar sério com uma roupa mais quadradinha e irreverente com uma roupa colorida, como vemos nos dois exemplos abaixo.

Espelho, espelho meu…

As lentes espelhadas foram uma escolha muito intrigante da marca. Elas trazem um elemento jovem, geralmente associado aos óculos mais esportivos, para um modelo mais clássico. Os dois modelos abaixo poderíam ser muito diferentes com as lentes foscas, não é mesmo?

Essa temporada de moda tem trazido tantos modelos de óculos diferentes, que estamos tendo que dedicar um post para cada marca. Fique ligado na nossa página do facebook para não perder nenhum post!

 

Lançamento Mormaii: Maris.A

A marca brasileira de materiais esportivos Mormaii recentemente lançou um novo modelo de óculos para sua coleção feminina: O Maris.A. Ele tem um design que mistura o clássico com o moderno resultando em um óculos bem feminino e versátil. Ele vem em três cores diferentes, preto, azul translúscido e o transparente.

O modelo em preto é bem classico e chic, lembra os modelos da década de 60, com o aro bem grosso e preto, perfeito pra quem gosta de estar elegante com simplicidade.

Uma corzinha nunca fez mal a ninguém, não é mesmo? Com as lentes azuladas e a armação em azul marinho, esse modelo traz uma irreverência sutil para qualquer look.

O modelo transparente está com tudo e, é claro que a Mormaii não podia ter deixado de lado essa tendência e fez uma versão do modelo com o acetato cristal. Ele ganha todo um apelo mais fashion e atual.

Acompanhem o blog da loja para receber mais informações sobre as novidades do nosso mostruário e do quem vem por aí!